Cruzeiro emite nota de repúdio e promete ação na Conmebol

O Cruzeiro não demorou para se manifestar sobre a polêmica expulsão de Dedé no duelo com o Boca Juniors, em La Bombonera, na noite dessa quarta-feira, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América.

A diretoria celeste publicou em seu site uma nota de repúdio em que faz duras críticas ao árbitro paraguaio Eber Aquino. Os mineiros avisam que estão estudando a melhor forma de protestar junto a Conmebol e não descartam ações legais individualizadas.

“O Clube considera que o juiz paraguaio Eber Aquino, por ato deliberado, praticou uma das maiores, mais lesivas e equivocadas decisões já tomadas na história do futebol”, diz trecho da nota. “É imprescindível que a CONMEBOL determine a abertura de investigação formal contra esse flagrante e imponderável atentado contra o futebol brasileiro”, continua o texto.

Nota

A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público repudiar de forma veemente a expulsão absurda do zagueiro Dedé, na noite desta quarta-feira, diante do Boca Juniors, pelas quartas de final da Copa Conmebol Libertadores.

O Clube considera que o juiz paraguaio Eber Aquino, por ato deliberado, praticou uma das maiores, mais lesivas e equivocadas decisões já tomadas na história do futebol, uma vez que o árbitro mesmo tendo a oportunidade de consultar o VAR no lance do jogo, conseguiu tomar uma decisão flagrantemente contrária ao que foi registrado pelas imagens.

É imprescindível que a CONMEBOL determine a abertura de investigação formal contra esse flagrante e imponderável atentado contra o futebol brasileiro.

A cúpula celeste informa, também, que está estudando as melhores opções para ingressar à CONMEBOL na busca por amenizar o tamanho prejuízo técnico decorrido da expulsão de Dedé, inclusive buscando por medidas judiciais contra os autores desta covardia.

O Cruzeiro também aproveita para endossar as palavras de diversos veículos de comunicação como Olé, Clarín, TV Globo, ESPN, SporTV, Fox Sports e tantos outros, além agradecer à solidariedade de outros clubes de futebol. De igual forma, esperamos que a CBF assuma imediatamente a sua responsabilidade na defesa dos clubes brasileiros, que há tanto tempo são prejudicados maliciosamente pela arbitragem internacional. Isso precisa acabar!

A vergonha foi tamanha que o termo #VerguenzaConmebol rapidamente se tornou um dos 10 assuntos mais comentados no mundo na rede social Twitter, com diversas mensagens de protestos de torcedores de diversos clubes do Brasil e da América do Sul.

A diretoria do Cruzeiro informa, ainda, que não deixará, sob hipótese alguma, de defender os interesses do Clube e de sua torcida, e que as devidas providências serão tomadas.


FONTE: Gazeta Esportiva (foto: Eitan Abramovich/AFP)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.