São Paulo quebra tabu contra a Chapecoense e é 'campeão' do 1º turno do Brasileiro

Aos gritos de "o campeão voltou" no fechamento do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o São Paulo conseguiu quebrar dois tabus, neste domingo, na capital paulista. Derrotou a Chapecoense como mandante pela primeira vez nesse confronto, ao fazer 2 a 0, no Morumbi, e alcançou pontuação recorde em sua história no Nacional após 19 rodadas.

FOTO: © Gazeta Press
Passou a ter 41 pontos na liderança. Antes, o máximo que havia conseguido nos pontos corridos com 20 participantes (isto é, desde 2006), foi 40 pontos em 2007, quando a também foi "campeão" simbólico do primeiro turno da competição. O recorde geral pertence ao Corinthians, que ganhou 47 pontos na edição passada do Brasileiro.

Aliás, é a terceira vez nos pontos corridos que o clube do Morumbi é o melhor do primeiro turno. Já o fez em 2006 e 2007, como citado, anos em que foi campeão nacional.

A vantagem na ponta do Nacional também aumentou. Agora está a três pontos do Internacional (38), quatro do Flamengo (37) e cinco do Grêmio (36), rivais que estão no pelotão de frente e no páreo pelo título.

Já no confronto com a Chapecoense, que iniciou em 2014, havia uma dívida com a torcida tricolor, que jamais havia visto o time vencer a equipe alviverde em São Paulo. Até este domingo, eram quatro jogos, dos quais o São Paulo empatou três vezes (duas por 2 a 2 e uma sem gols) e perdeu um (1 a 0).

O autor do primeiro gol que quebrou o tabu foi o meia Shaylon, 21, que chegou a passar pela base da Chapecoense entre 2013 e 2015, antes de chegar ao São Paulo. Ele foi para a rede com dois minutos de partida após receber assistência do lateral esquerdo Edimar.

Depois o volante Hudson, que entrou apenas na segunda etapa, ampliou aos 37 minutos. Foi o primeiro tento dele na temporada.

O São Paulo volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira. Enfrentará o Paraná no estádio Durival de Brito, em Curitiba. No mesmo dia a Chapecoense jogará com o Atlético-PR, em Chapecó.

Veja abaixo os principais acontecimentos do jogo:

Cinco poupados

Mesmo em busca de ampliar a vantagem na liderança, o técnico Diego Aguirre poupou cinco titulares. Ficaram foram o zagueiro Anderson Martins, o lateral esquerdo Reinaldo, o volante Hudson, o meia Nenê e o atacante Rojas. Foram substituídos por Bruno Alves, Edimar, Liziero, Shaylon e Everton Felipe, respectivamente.

Os poupados foram titulares no duelo contra o Colón, na última quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. A viagem de volta foi desgastante. O time tricolor chegou à capital paulista após às 14h de sexta-feira e já foi diretamente para o centro de treinamento da Barra Funda treinar.

Hudson e Rojas ainda entraram no segundo tempo do confronto com a Chapecoense, após os 14 minutos.

Aos 23 da etapa final, foi a vez de Nenê entrar.

Da direita para a esquerda

Apesar de cinco mudanças, o começo de jogo do São Paulo foi perfeito.

O time abriu o placar aos 2 minutos e 36 segundos do jogo em uma jogada que envolveu o lado direito e esquerdo ao mesmo tempo.

Começou com um cruzamento de Bruno Peres, da direita, para a área. Diego Souza não teve como finalizar, mas ajeitou a bola para Éverton, na ponta-esquerda. O atacante tocou para Edimar, dentro da área, que cruzou a bola. Shaylon chegou com velocidade, sem marcação, e finalizou para o gol.

Pouca emoção

Mas, exceção feita ao tento tricolor, não houve outras finalizações do time da casa que empolgaram os torcedores.

Pelo contrário, quem deu alguns sustos foram os visitantes. Ao menos duas vezes, a Chapecoense ficou próxima do empate.

A melhor chance foi aos 39 minutos, quando Canteros ajeitou a bola de cabeça para Wellington Paulista, na entrada da área, finalizar de primeira. A bola passou à esquerda de Sidão.

Finalmente o segundo gol

O segundo tempo teve um desenho bem parecido com o primeiro e os goleiros nem trabalharam direito.

A história mudou quando Aguirre colocou em campo Hudson e Rojas, a partir dos 14 minutos, e depois Nenê, após os 23. O São Paulo passou a dominar e ter velocidade na partida, chegar com perigo à área e fez o segundo.

Aos 37 minutos, a jogada começou com Diego Souza tocando para Hudson. O volante deu a bola para Rojas e foi para a área, onde a recebeu de volta dos pés do equatoriano e finalizou de primeira. Um golaço.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2X0 CHAPECOENSE

CAMPEONATO BRASILEIRO 2018 - 19ª RODADA

DATA: domingo, 19 de agosto de 2018

HORÁRIO: 19h (de Brasília)

LOCAL: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)

PÚBLICO: 41.075 pagantes

RENDA BRUTA: R$ 1.348.906,00

RENDA LÍQUIDA: R$ 981.896,17

ÁRBITRO: Rafael Traci (PR)

ASSISTENTES: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

GOLS: Shaylon (SPO), aos 2 minutos do 1º tempo; Hudson (SPO), aos 37 minutos do 2º tempo

CARTÃO AMARELO: Bruno Alves e Hudson (SPO); Wellington Paulista (CHA)

SÃO PAULO: Sidão; Bruno Peres, Arboleda, Bruno Alves e Edimar; Jucilei, Liziero (Hudson) e Shaylon (Nenê); Everton Felipe (Rojas), Diego Souza e Éverton. Técnico: Diego Aguirre

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Thyere, Douglas e Alan Ruschel; Márcio Araújo, Amaral (Osmar Jr.), Canteros e Diego Torres Yann); Bruno Silva (Leandro Pereira) e Wellington Paulista. Técnico: Guto Ferreira

FONTE: ESPN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.