Preço do frango deve ficar mais caro para consumidores de MT nesta semana

O preço do quilo do frango deverá ter novo reajuste de aproximadamente 12% nos próximos dias para o consumidor de Mato Grosso. A alta do valor cobrado nas gôndolas é resultado da redução nos abates nos últimos meses, influenciada diretamente pela paralisação dos caminhoneiros no fim de maio e início de junho, segundo o setor.

Preço do frango sobe em Mato Grosso (Foto: Reprodução/TV Fronteira)
De acordo com secretário executivo da Associação Mato-grossense de Avicultura (Amav), Lindomar Rodrigues, o aumento estimado de 12% para o consumidor final é consequencia da greve dos caminhoneiros.

Segundo ele, as empresas fizeram um estoque dos produtos nas granjas e frigoríficos para manter o preço até esse período.

No entanto, a situação ainda precisa ser normalizada, o que deve ocorrer a partir da segunda quinzena de setembro, quandos os preços voltarão aos patamares atuais. "Tivemos de fazer manobras nos aviários para que a mortalidade fosse o menor possível, mas em compensação a produção diminuiu sistematicamente".

Atualmente, o preço do quilo da coxa e sobrecoxa de frango custa em média R$ 10. A asinha de frango pode ser encontrada ao preço médio de R$ 12 nos estabelecimentos de Cuiabá.

Dados

O abate de frangos no País diminuiu 8,3% no segundo trimestre deste ano na comparação com os três primeiros meses.

A pesquisa trimestral do Abate de Animais divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que o país deixou de abater 123 milhões de cabeças de frango na passagem do primeiro para o segundo trimestre do ano.

De janeiro a março, 1,47 bilhão de cabeças de frango foram abatidas, enquanto no trimestre, foi de 1,35 bilhão. Na comparação com o segundo trimestre deste ano com igual período do ano passado a queda foi de 5,4%, ou de 45 milhões de cabeças de frango.

Mato Grosso abateu 202 milhões de frangos em 2017. Neste ano, dados mais atualizados do IBGE mostram que o Estado ja abateu 58,7 milhões de animais (primeiro trimestre do ano).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.