Em 4 anos, MT ganha 140 mil eleitores; 113 usam nome social

Dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana mostram um aumento de pouco mais de 6% no eleitorado de Mato Grosso, quando comparado às eleições de 2014.

No dia 7 de outubro, 2.330.281 eleitores do Estado poderão escolher seus representantes
No dia 7 de outubro, 2.330.281 eleitores do Estado poderão escolher seus representantes. Da última vez que mato-grossenses foram às urnas para definir o governador, deputados estaduais e federais, senador e presidente, o eleitorado era de 2.189.703.

A evolução registrada em Mato Grosso é superior à do País, onde o aumento do eleitorado foi de 3,14%.

As informações são oriundas do Cadastro Eleitoral, banco de dados oficial sobre o eleitorado brasileiro. 

Consta também no levantamento o número de eleitores em Mato Grosso que já realizaram o cadastramento biométrico (ainda não obrigatório para esta eleição).

Mais de 1,140 milhão de pessoas – o equivalente a 48,94% do total do eleitorado o Estado – pode votar por meio de biometria. Outros 1,118 milhão (51,06%) ainda não fizeram o cadastramento.

Nome social

Para as eleições deste ano, eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação.

Nome social é aquele que designa o nome pelo qual transexuais ou travestis são socialmente reconhecidos. A possibilidade da autoidentificação foi aprovada pelo Plenário do TSE no dia 1º de março deste ano.

Em Mato Grosso, 113 eleitores fizeram essa escolha ao se registrarem ou atualizarem seus dados na Justiça Eleitoral.

Em todo o país, 6.280 pessoas realizaram esse pedido.

Veja mais gráficos sobre o perfil do eleitorado em Mato Grosso:





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.