Bombeiros registram 42 mortes por afogamento neste ano em Mato Grosso

Quarenta e duas pessoas morreram por afogamento neste ano em Mato Grosso. Segundo levantamento do Corpo de Bombeiros, de janeiro até o começo de agosto, 42 pessoas morreram afogadas no estado.

Bombeiros registram 42 mortes por afogamento neste ano em Mato Grosso
(Foto: TV Centro América)
Como o estado é grande e não tem base dos bombeiros em todos os municípios, muitas cidades ficam descobertas e não aparecem nessa estatística.

Para os bombeiros e a Defesa Civil, em muitos casos as pessoas superestimam a água ou não usam coletes salva-vidas.

Em Cuiabá existe uma lei sancionada em 2015 que obriga a permanência de guarda-vidas durante os horários de utilização de piscinas de uso coletivo em escolas privadas, clubes, associações.

Em 2017, 110 pessoas morreram afogadas.

Caso recente

Na semana passada, três crianças, de 9, 10 e 13 anos, morreram afogadas no Rio São João, em Nova Bandeirantes, a 980 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, a irmã caçula delas, de 5 anos, foi a primeira que se afogou. As três vítimas morreram afogadas tentaram salvá-la, mas morreram afogadas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.