Família dá fim há 30 anos de espera pela casa própria

Emocionada, ela descreve as vivências que teve na residência. Apontando para o jardim que fica na entrada, ela mostra onde ela e o falecido marido plantaram diversas árvores frutíferas. “Nós já tivemos aqui um pé de laranja e de acerola, mas com a reforma tivemos que tirar, mas ainda mantemos a mangueira e a goiabeira”, conta Regina com um sorriso meio que escondido no canto da boca.

José Medeiros/GCom
Depois, mostra as reformas feitas no local, contando com a propriedade de um chefe de obras como foi executada a construção da varanda. “Esse fundamento era para ser aqui, mas o pedreiro por algum motivo fez ele mais próximo daquela parede, e isso é algo que eu ainda quero arrumar nessa varanda”.

Rodeada dos parentes, ela continua a descrever a felicidade de ter o título da residência em mãos. “Olha, agora ninguém tira da gente, né?”, diz Regina ao mesmo tempo que deixa escapar um pequeno e tímido sorriso.

“Este é um direito nosso, é algo pelo qual lutamos. Quando meu filho comprou essa casa, viemos boa parte da família morar aqui com ele, viemos do Maranhão para começar em Mato Grosso uma nova história, uma história da qual me orgulho, que me lembro com carinho”.

Sobre a festa armada para receber o governador na solenidade de entrega do documento, Regina explica: “esse é um momento para comemorar, e para agradecer também, porque isso significa ter mais dignidade, poder planejar o futuro com mais tranquilidade, ter sua casa é ter seu porto seguro, e eu agradeço de coração a presença do governador aqui”.

A entrega foi feita no mesmo dia em que o Brasil se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo, oportunidade em que grande parte da família se reuniu para comemorar a entrega do título pelas mãos do governador, bem como um dos maiores lazeres do brasileiro: o futebol. “Aqui, hoje, a comemoração é dupla”, diz um dos parentes de Dona Regina.

O neto Miguel, de 4 anos, ainda que brincando com as palavras que compõe seus pensamentos, sugere entendimento do que fala e diz: “agora a vovó tá feliz, meu pai e mãe também, e eu tô mais feliz que todo mundo”. A prima, mais velha, emenda “nós crescemos vindo sempre aqui, e eu gosto demais dessa casa, ainda bem que é nossa mesma”, afirma a adolescente, arrancando risadas dos presentes.

Ao final da celebração, dona Regina, religiosa que é, ressalta o nome de Deus, a quem sempre agradece pela graça alcançada. “Agora vou juntar o nome das pessoas do governo que nos ajudaram às minhas orações”, finaliza a aposentada, cerrando os olhos, como quem segura para não chorar.

Endereço Certo

A ação faz parte de um programa de governo que vai entregar, até amanhã (30), mais de 3 mil títulos definitivos do programa ‘Endereço Certo’.

No dia 25 junho, 120 títulos foram entregues em Rosário Oeste. No dia 28 de junho, mais de 600 famílias do Tijucal – incluindo a de dona Regina -, foram contempladas pelo programa. Neste sábado (30), 60 famílias de Diamantino recebem o documento; e no dia 4 de julho a entrega vai ocorrer no CPA, em Cuiabá.

Por meio do programa, já foram entregues os títulos para famílias que residem no Conjunto Habitacional do bairro Dom Orlando Chaves, Asa Branca, Dom Bosco e Santa Izabel, em Várzea Grande.

O programa “Endereço Certo” vai promover a regularização fundiária de 39 municípios e beneficiará mais de 45 mil famílias mato-grossense.

Fonte: Mídia News

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.