Para salvar família, cão é picado por cobra duas vezes em menos de um mês

Alguns animais são criados como filhos e membros da família. Para o dono, imaginar a perda do bichinho é quase impossível, chega a doer. A jornalista Kátia Krüger vivenciou essa experiência por duas vezes, num único mês.

Billy luta para sobreviver depois de ser picado por cobra (Foto: Arquivo Pessoal)
O Billy, cachorro de estimação da jornalista há 10 anos, foi picado duas vezes, neste mês, por cobras jaracaras.

Ao G1, ela relatou que, na região onde vive, alguns moradores são negligentes com os quintais e deixam o mato crescer rapidamente. Segundo ela, os locais viram esconderijos propícios para bichos peçonhentos.

Desafabo de Kátia, quando o cachorro foi picado pela primeira vez (Foto: Facebook/Reprodução)
No início de abril, Billy, na tentativa de acuar uma cobra que entrou na varanda da casa e proteger a família, foi picado. Kátia levou o cão ao veterinário. Foi preciso aplicar soro antiofídico no cachorro e ele passou um dia em tratamento.

"A dor e o medo de perder são muito grandes, ele já faz parte da nossa família, não consigo nem imaginar a vida sem meu cachorro", disse ela.

O susto maior veio na noite de terça-feira (24), quando o cachorro foi picado novamente, também por uma jararaca.

O desespero de Kátia aumentou porque a família teve dificuldades em sair de casa para levar o cachorro ao veterinário, já que a cobra continuou na varanda, depois de picar o animal de estimação.

"Já tinha sangue saindo pelo nariz dele quando conseguimos chegar ao veterinário", contou.

Billy continua internado e vai precisar ficar em observação por 48 horas (Foto: Facebook/Reprodução)
Os veterinários atestam que, o fato da segunda cobra ser maior, e por ter demorado mais tempo para chegar ao consultório, o cachorro precisou receber uma dose mais forte de soro. Billy continua em observação e vai permanecer por pelo menos 48 horas.

Segundo Kátia, ainda não é possível saber se o cão ficará com sequelas.

"Eu deixo o alerta para que as pessoas limpem seus quintais, pois o risco é muito grande. Poderia ter sido eu, ou a minha mãe, ou meu marido, mas o Billy nos salvou por duas vezes", afirmou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.