Servidores param e fazem ato em frente à Prefeitura de Sinop para cobrar reajuste

Por causa da paralisação, algumas unidades de saúde não estão atendendo nesta segunda-feira.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Adriano Marlon Perotti, afirmou que existe uma lista com 13 itens e que um deles é a questão salarial.

"Estamos tentando manter diálogo com a prefeita Rosana Martinelli desde março deste ano. Encaminhamos um ofício à ela, com 13 itens, desde à questão do aumento salarial, aumento do vale alimentação, itens de cumprimento da legislação vigente no tocante a condições de trabalho, entrega de EPI (Equipamento de Proteção Individual), aquisição de uniformes, pagamento de adicional de insalubridade para zeladora e merendeira, mas a prefeitura não se manifestou", declarou.

Os profissionais não concordam em receber um reajuste salarial menor que 2% a partir de janeiro, que, na verdade, seria apenas uma correção inflacionária. "Pedimos 7% de reajuste, mas a prefeitura afirma que só será possível fazer a correção inflacionária", afirmou.

Marinalva Cursino Rocha, que trabalhava como zeladora em uma escola, reclama das condições de trabalho, pois, segundo ela, faltam até mesmo equipamentos de proteção individual. "Faltam materiais de limpeza e luvas, que precisamos usar, principalmente em alguns ginásios, onde têm muito cocô de pombo", reclamou.

A técnica de enfermagem Vanusa Macedo, que trabalha no posto de saúde do Bairro Boa Esperança, também reclama da estrutura. Ele disse que faz um mês da última reforma e que quando chove molha, além da falta de materiais.

Em nota, a prefeita Rosana Martinelli informou que se reuniu com representantes do sindicato dos servidores nesta segunda-feira e ouviu as demandas das categorias. Na ocasião, ela disse ter explicado aos servidores a situação financeira do município e, por fim, houve acordo para a avaliação de uma nova proposta do sindicato, que deve ser apresentada nos próximos dias.

Manifestantes protestam com faixas e cartazes (Foto: TVCA/ Reprodução)
Fonte: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.