Recenseadores têm dificuldades para realizar o Censo Agropecuário em MT por falta de infraestrutura das estradas


Recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estão enfrentando dificuldades para chegar nas fazendas agropecuárias do interior de Mato Grosso, devido à precariedade das estradas. As informações para o Censo Agropecuário devem ser colhidas até fevereiro de 2018.

Na zona rural do município de Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, os recenseadores tiveram que passar por uma ponte de madeira, cuja cabeçeira foi improvisada pelos moradores.

Segundo o coordenador técnico do IBGE, Pedro Spoladore, algumas áreas do pantanal só podem ser acessadas com barco.

"Alguns recenseadores estão planejando descer os rios para conseguir chegar nessas propriedades rurais", disse.

Em diversos casos, as porteiras das propriedades estão fechadas ou os produtores se negam a passar informações, como explica o supervisor de equipes, Lucas da Silva Marques.

"Temos a orientação de não ultrapassar essas porteiras, até mesmo para garantir a segurança do recenseador", contou.

Alguns produtores, como Daltro Antônio Ferrazo, dizem considerar importante o censo agropecuário. Para ele, é importante, pois pode ajudar na estrutura das estradas e na produção.

"Ajuda a mostrar a infraestrutura das propriedades e dos meios para chegar até ela", avaliou.

A coordenadora operacional dos censos do IBGE, Maria Vilma Salles, a coleta de informações no estado é mais lenta devido as características da região.

"Tivemos que completar o quadro de recenseadores, que já estão em campo", disse.

Fonte: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.