Segunda usina de etanol de milho em MT deve gerar mais de 3 mil empregos

As obras de construção da segunda usina de etanol de milho do país estão previstas para ter início em janeiro, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Projetada para ter capacidade de moer um milhão de toneladas do grão por ano, a usina será a maior do Brasil, de acordo com o diretor executivo da Indústria Paraguaya Alcoholes (Inpasa), Rafael Ranzolin.

O investimento previsto para a construção da usina, às margens da BR-163, é de R$ 500 milhões. Segundo Rafael, o local foi escolhido por questões de logística e por apresentar melhor qualidade de solo.

Rafael contou que o município foi escolhido pela maior disponibilidade de matéria-prima e pelo fato de estar em processo de industrialização.

“Vamos trabalhar com raio médio de 150 km a 200 km de aquisição de matéria-prima, mas vamos comprar no estado todo. Sinop é um polo universitário e centro de tecnologia”, disse.

A fase de construção da usina deve gerar dois mil empregos diretos no município, além de mais de três mil vagas de emprego, diretas e indiretas, que devem ser abertas após a inauguração da usina, em julho de 2019.

Em agosto deste ano, uma usina de etanol de milho foi inaugurada em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá. A planta projetada pela FS Bioenergia tem capacidade de produzir 240 milhões de litros de etanol, além de 180 mil toneladas de farelo, 6 mil toneladas de óleo de melhor e energia, gerada a partir da queima de eucalipto, por ano.

A usina que deverá ser construída em Sinop, terá maior capacidade de produção em comparação com a de Lucas do Rio Verde, que possui rendimento para moer cerca de 600 mil toneladas de milho por ano.

Sinop foi escolhido para a construção da usina pela maior disponibilidade de matéria-prima e pelo fato de estar em processo de industrialização. (Foto: Divulgação)
Fonte: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.