Mato Grosso teve saldo negativo de geração de emprego em 2016

O estado de Mato Grosso teve saldo negativo em relação à geração de emprego no ano de 2016, segundo levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A pesquisa é feita com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os dados apontam que no ano passado o estado deixou de gerar mais de 20 mil empregos.

Setor da construção civil foi o que mais sofre com o fechamento das vagas (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
O desempenho é pior que o registrado em 2015, quando pouco mais de 19 mil vagas de empregos não foram geradas.

Em todo o país, segundo o levantamento, foram fechadas 1,3 milhões de vagas de empregos formais no país. O setor que menos sofreu com o impacto do desemprego foi o da agricultura, com um fechamento de 0,84% das vagas. Em seguida, aparece a administração pública, que teve um percentual negativo de 0,97%.

A construção civil foi o setor que mais sofre com a crise, apontada como vilã da geração de emprego. No ano passado, foram fechados 13,48% dos postos de trabalho formais no setor.

Em dezembro de 2016, Mato Grosso registrou 17.745 admissões e 29.771 desligamentos, um saldo de menos 12 mil vagas.

Fonte: G1 MT

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.